top of page
  • Foto do escritorJosé Patrício

Governador de Louisiana, nos EUA, cria lei que obriga salas de aula a ter cartaz com os Dez Mandamentos

Jeff Landry, governador da Louisiana, nos Estados Unidos. — Foto: Michael Johnson/The Advocate via AP, Pool, File


O governador de Louisiana, Jeff Landry, assinou nesta quarta-feira (19) uma lei que obriga a exibição dos Dez Mandamentos em todas as salas de aula das escolas públicas. Com isso, o estado se tornou o primeiro nos Estados Unidos a ter essa exigência.


A nova lei, elaborada pelo Partido Republicano, obriga a exibição de um pôster com os Dez Mandamentos em "fonte grande e facilmente legível" em todas as salas de aula públicas, desde o jardim de infância até as universidades financiadas pelo estado.


A controversa lei da Louisiana, um estado situado no "Cinturão da Bíblia" dos EUA --em que a religião exerce grande influência --, surge durante uma nova era de liderança conservadora no estado sob Landry, que substituiu um governo democrata.


Os pôsteres, que devem figurar em todas as salas de aula do estado até o início de 2025, serão acompanhados por uma "declaração de contexto" de quatro parágrafos descrevendo como os Dez Mandamentos "foram uma parte proeminente da educação pública americana por quase três séculos".


Opositores do governo questionam a constitucionalidade da lei, alertando que pode gerar possíveis processos judiciais no futuro.


Já os defensores afirmam que a medida não tem apenas um propósito religioso, mas também um significado histórico. No texto da lei, os Dez Mandamentos são descritos como "documentos fundamentais de nosso governo estadual e nacional".


Segundo o texto da nova lei, os pôsteres serão financiados por meio de doações.


O Partido Republicano tem maioria de dois terços no Congresso de Louisiana, e os republicanos ocupam todos os cargos eleitos a nível estadual, abrindo caminho para que os legisladores impulsionem uma agenda conservadora durante a sessão legislativa que terminou no início deste mês.


A lei também autoriza — mas não exige — a exibição do Pacto do Mayflower, da Declaração de Independência e da Ordenança do Noroeste nas escolas públicas de ensino fundamental e médio.


Fonte: G1


0 comentário

Comments


bottom of page